Manaus, 25 de fevereiro de 2024
Dramaturgo e historiador nascido em Manaus. Ex-presidente da FUNARTE. Professor Adjunto da Universidade da Califórnia, em Berkeley (USA). Membro da Academia Amazonense de Letras. Presidente do Conselho de Cultura da Prefeitura de Manaus.

Postagens do autor

O último mormaço

No Brasil a Cultura deixou de ser entendida como fator de desenvolvimento social com a crise geral do capitalismo em 1929. O centenário programa de Estado que centrava nos artistas a sua política, funcionava

Globalização (2)

Um aspecto importante para compreendermos os primeiros contatos dos portugueses com os povos americanos, é que tanto a cultura portuguesa quanto a dos povos indígenas eram bem diferentes do que são hoje. Ambas traziam

Globalização

Engana-se quem pensa que a globalização é novidade dos tempos atuais. Os portugueses queriam as Índias e encontraram o paraíso terrestre. Ainda assim, se decepcionaram. Foram necessários trinta anos para que finalmente descobrissem uma

Piorando o calor

O clima da Amazônia, já dizia Euclides da Cunha, é um clima caluniado. E claro que não se deseja fazer a defesa do clima de Manaus, com suas ruas’ asfaltadas e milhares de aparelhos

Bem vindo a Manaus

Voltei a viver em Manaus, depois de duas décadas morando no Rio de Janeiro. Já estou aqui há mais dez anos. Gosto da minha cidade, sei das dificuldades para viver aqui, sei das limitações,

Santo silêncio

Passei recluso estes dias do chamado tríduo momesco. O centro de Manaus nem parecia a desordem indigente diária que é. Nesta cidade o silêncio, que os antigos diziam ser de ouro, não existe. Há