Manaus, 25 de fevereiro de 2024

Cangapé

Compartilhe nas redes:

Tenho evitado falar de política. Essa polarização está cansativa, desgastante e perigosa. Encontro meu amigo Chaguinhas. Está preocupado com os sucessivos decretos federais que prejudicam a o Polo Industrial de Manaus. O governo federal quer impedir que empresas escolham se instalar na Zona Franca de Manaus com base em vantagens tributárias.

De acordo com Chaguinhas, não podemos esquecer que o modelo Zona Franca, por meio de seu parque industrial, permitiu a preservação de nossa floresta. Mais de 90% da cobertura natural está mantida. A Zona Franca gera empregos e tributos, inclusive e principalmente para o governo federal.

“Os ministros da área econômica não podem desconsiderar as desigualdades regionais. Não podem entender o Brasil como se fosse somente o Sudeste,” explica Chaguinhas. E diz que se ainda fosse menino iria chamar o ministro da economia para um Cangapé.

– O que é cangapé, Chaguinhas?

Explicou-me que é uma brincadeira entre curumins, muito comum no interior do Amazonas. Aqui em Manaus também se brincava de cangapé. É antes de tudo um desafio, uma arenga, uma disputa. Um duelo entre meninos!

Há variações. Pode ser uma pernada que se dá dentro d’água no momento do mergulho. Mas o verdadeiro cangapé é uma arenga onde se utiliza um vergalhão fininho. Pode ser um toco ou cabo de vassoura no qual se engata um prego ou a ponta de um vergalhão.

É feito um traçado, um mapa no chão. Joga-se o cangapé cercando o adversário, riscando o chão para fechar o círculo. Pode ser perigoso. O vergalhão ou o prego pode furar o pé do adversário.

– E se o vergalhão ou o prego estiver enferrujado? perguntei.

– Antitetânica, na hora. Mas ninguém nunca morreu ou perdeu o pé jogando cangapé.

E qual a relação do cangapé com os decretos federais prejudiciais à Zona Franca?

-É que eu gostaria de desafiar o ministro da economia para um cangapé. Iria deixá-lo fechado num círculo. Totalmente encangapado. E possivelmente com um pé sangrando. Um baita de um desafio.

Acho que o Chaguinhas está ficando doido. Já mudou de candidato várias vezes. Daqui para outubro ele pira de vez.

Compartilhe nas redes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COLUNISTAS

COLABORADORES

Abrahim Baze

Alírio Marques