Manaus, 25 de fevereiro de 2024

Comemoração na Escola Vital de Mendonça

Compartilhe nas redes:

No passado dia 24/04/2015, início da tarde, o historiador Francisco Gomes da Silva foi homenageado pela Escola Estadual “Deputado Vital de Mendonça”, de Itacoatiara, momento em que ainda se pronunciou reportando aos festejos do 141º aniversário da expedição da Lei Provincial nº 283, de 25 de abril de 1874, que elevou a antiga vila de Serpa à categoria de cidade, com a denominação de Itacoatiara – segundo o calendário de eventos da referida Escola, da qual foi aluno-ginasiano nos idos 1961/1964.

Aplaudido por professores e estudantes, Gomes da Silva lembrou que presidiu o Grêmio Estudantil “Fernando Ellis” liderando a luta em prol da estadualização da Escola, que resultou na expedição do Decreto nº 57/1963, Ad Referendum da Assembleia Legislativa do Amazonas, baixado pelo então governador Plínio Ramos Coelho – tornando realidade a postulação estudantil e assegurando auspicioso futuro ao tradicional estabelecimento que leva o nome do grande político-mártir da Rodovia Manaus-Itacoatiara, ex-vereador e ex-deputado estadual Antônio Vital de Mendonça.

Em sua fala, Francisco Gomes resumiu a trajetória histórica de Itacoatiara e enalteceu a figura do antigo deputado provincial Damaso de Souza Barriga, filho da Cidade da Pedra Pintada e autor do projeto de Lei que consagrou a independência política do Município de Itacoatiara.

Ainda, na cerimônia houve a participação de cantores e declamadores de poesias, além da distribuição de medalhas aos melhores alunos da Escola, no trimestre janeiro/março-2015. De lá, Francisco Gomes dirigiu-se à Câmara Municipal de Itacoatiara, onde integrou a Mesa diretora do Seminário aberto para discutir o projeto de Lei Municipal em tramitação nessa Casa Legislativa, que oficializa a data de fundação da cidade, a partir da criação em 1683 do núcleo urbano que lhe deu origem – assunto pautado no último livro do nosso historiador “Fundação de Itacoatiara”, lançado em setembro de 2013, o primeiro da Trilogia “Itacoatiara 330 anos”.

Compartilhe nas redes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COLUNISTAS

COLABORADORES

Abrahim Baze

Alírio Marques