Manaus, 25 de fevereiro de 2024

Tu precisas gritar

Compartilhe nas redes:

Pescador silencioso do lagos e dos rios da Amazônia,
Tecendo a rede dia a dia,
Fio por fio, ponto por ponto, nó por nó,
Para pegar a sulamba, o jaraqui, curimatã,
O tambaqui que era outrora tão grande,
e hoje é tão pequeno…

Repara que as geleiras, sorrateiras,
vão levando teu peixe
para Leticia e para Tabatinga,
Manaus e Santarém, ou vão para Belém,
e até para mais longe…

Enquanto tu consertas a tua rede
que a piranha rebentou,
que o jacaré cortou,
outras piranhas, feras bem maiores
Invadem os teus lagos;
Jacarés mais vorazes
Vão colocando lances
zombando do teu silencio, tua calma.

Tu deves te organizar
e tecer com teu grupo,
bem unido, na base, a uma comunidade,
uma rede segura.
Fio por fio, ponto por ponto,
nó por nó,
para te defender e defender teu povo
da extinção.

Rompe o silencio a que te habituaste.
Tu precisas gritar, tu precisas bradar
Junto com o grupo,
com tua comunidade,
antes que seja tarde.

Compartilhe nas redes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COLUNISTAS

COLABORADORES

Abrahim Baze

Alírio Marques