Manaus, 25 de fevereiro de 2024

Ano bissexto com Olimpíadas

Compartilhe nas redes:

Converso com o jovem Enzo. Estudante do Ensino Médio de uma excelente escola aqui em Manaus. Pergunto-lhe se ele sabe o que é um ano bissexto.

Enzo me diz que é quando fevereiro tem 29 dias. E também é o ano das Olimpíadas, me explica. O único ano bissexto que não teve Olimpíadas foi em 2020. As Olimpíadas de Tóquio 2020, no Japão, foram realizadas de 23 de julho a 8 de agosto de 2021. Elas foram adiadas em um ano por causa da pandemia do coronavírus. A 32ª edição das Olimpíadas foi a primeira da Era Moderna a ser adiada. Outras três foram canceladas por guerras.

Pedi a Enzo que me explicasse a razão de termos ano bissexto, de quatro em quatro anos. E o motivo de nesses anos fevereiro ter 29 dias. Enzo, que é mesmo muito inteligente, me ensinou que ano bissexto é todo ano cuja expressão numérica é divisível por quatro. E que o ano bissexto é quando fevereiro tem 29 dias. Simplesmente porque ano é o tempo que a Terra faz o movimento de translação em volta do Sol. Na verdade não leva somente 365 dias. O tempo exato é  de 365 dias e seis horas (ou um quarto de dia). O ano bissexto faz essa compensação.

Enzo realmente é brilhante. Disse-me que aprendeu em História que foi Sosígenes de Alexandria quem estabeleceu que o ano comum teria 365 dias três vezes consecutivas. E na quarta vez 366 dias acrescentando-se um dia no mês de fevereiro. Assim, fevereiro tem 29 dias de quatro em quatro anos.

Voltemos às Olimpíadas. Perguntei-lhe se ele gosta de alguma modalidade específica. Enzo adora vôlei. O time de Enzo é campeão da modalidade na escola. Adiantou-me que o vôlei masculino nos próximos jogos olímpicos em Paris será disputado entre os dias 27 de julho e 10 de agosto de 2024.

E a seleção brasileira vai participar! Foram realizados três torneios Pré-Olímpicos, em diferentes sedes, com oito países em cada um deles. Os dois melhores de cada disputa asseguraram a vaga para Paris 2024, se juntando à França, que já tinha seu lugar garantido por ser o país sede. Entre as nações que conseguiram a classificação no vôlei masculino está o Brasil.

Enzo está muito empolgado. Garante que o Brasil vai trazer medalha no vôlei. Simplesmente porque Bernardinho é novamente o técnico da seleção masculina de vôlei do Brasil. Bernardinho foi escolhido como substituto de Renan Dal Zotto, que pediu demissão em outubro passado.

O Brasil tem tradição no vôlei, me disse. E com Bernardinho como técnico não tem para ninguém. Então Feliz Ano Bissexto. Com Olimpíadas!

Compartilhe nas redes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COLUNISTAS

COLABORADORES

Abrahim Baze

Alírio Marques