Chinese (Simplified)EnglishGermanItalianPortugueseRussianSpanish
Manaus, 8 de agosto de 2022

Os hábitos que diminuem o risco de demência

Compartilhe nas redes:

Por mais que a demência afete majoritariamente idosos, ela não é parte normal do processo de envelhecimento. Caracterizada por um evento progressivo de deterioração, a demência compromete a memória, pensamento, comportamento e capacidade de realização de atividades diárias, além de ser comum associações com redução do controle emocional comportamento social e motivação. Estima-se que a prevalência mundial atual seja de aproximadamente 50 milhões de afetados com projeção triplicada para 2050, sendo a doença de Alzheimer responsável por cerca de 60% dos casos totais. Por seu impacto físico, social psicológico e econômico, bem como pelo aumento anual nos diagnósticos, doenças englobadas pela demência constituem um problema de saúde pública.

Estas enfermidades estão, atualmente, entre as de sintomatologia mais incapacitante. Síndromes neurodegenerativas, onde engloba-se as de cunho motor cognitivo, devido a ocorrência de depleção neuronal, bem como as de caráter neuropsiquiátrico, permanecem com sua fisiopatologia ainda não esclarecida e, por esta razão, incuráveis. Numerosos são os estudos que buscam relacionar o surgimento e progressão dessas doenças com variáveis genéticas e ambientais

Assim não é surpreendente que essas pesquisas corroborem uma após outra que um estilo de vida mais saudável seria um atenuador, ou mesmo protetor da incidência dessas doenças. Entre essas questões vale destacar que manter-se ativo e possuir uma alimentação saudável. não fumar e ter sono de qualidade, bem como evitar o estresse e o desenvolvimento de outras doenças crônicas por ele desencadeado, como a hipertensão e a obesidade, são fatores chave.

Por esse motivo recomendo: coma mais peixe e aves do que carne vermelha, além de frutas, verduras e sucos naturais. Evite comida industrializada, bem como o consumo excessivo de trigo, grãos e bebidas alcóolicas. O cigarro, se for um hábito, precisa ser abandonado, substitua por outras atividades relaxantes, como caminhadas de 30 minutos no plano, mantendo sempre a hidratação antes, durante e após o exercício. Não esqueça de manter a saúde do sono dormindo até 6 horas por noite e tendo a sesta de 30 minutos todos os dias. Fuja do estresse! Faça check-ups anualmente. Cuide da alma: pratique a espiritualidade, viva em paz com a família e os amigos. Divirta-se! Cante! Dance! Faça amor! E com todas essas práticas não tenha demência de Alzheimer

Compartilhe nas redes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ÚLTIMAS POSTAGENS

COLUNISTAS

COLABORADORES

Abrahim Baze

Alírio Marques